© 2015/2018  Supernova Digital por Vânia Caparroz

Rua General Eldes de Souza Guedes 63 Z- Vila Sônia - Morumbi/SP

Marque sua consulta pelo WhatsApp 11 9.8546-2800

crescendoeacontecendo@gmail.com

VENHA NOS VISITAR

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
  • YouTube - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle

​Como proteger seu filho no ambiente virtual

​Não há problema em permitir que seu o filho use as redes sociais, desde que elas sejam adequadas à sua faixa etária

A presença de crianças e adolescentes nas redes sociais é cada vez maior e não é difícil encontrá-los grudados no celular ou no tablet postando fotos e se comunicando com os amigos. Esse grande interesse dos mais jovens pelas mídias sociais, no entanto, causa bastante preocupação nos pais – seja pela superexposição, seja pela possibilidade dos filhos se tornarem vítimas do chamado “cyberbullying”.

Segundo a psicóloga Cynthia Wood, da Clínica Crescendo e Acontecendo, não há problema em permitir que o filho use as redes sociais – desde que elas sejam adequadas à sua faixa etária (como Club Penguin e Grom Social) ou, no caso das mais famosas, como o Facebook (indicado para maiores de idade), que haja controle e diálogo. “O ideal é que os pais então tenham a senha e acompanhem de perto o que os filhos estão postando e com quem estão conversando”, diz a especialista.

Além do acompanhamento das postagens e conversas, Cynthia sugere que os pais deem orientações aos filhos sobre aquilo que podem ou não fazer na internet, alertando para os perigos da superexposição.

“Pais devem orientar os jovens para que eles não publiquem conteúdos comprometedores na internet”, diz. Entre os maiores problemas dos quais os jovens precisam passar longe, a psicóloga cita o compartilhamento de fotos íntimas de colegas ou ex-namorados(as), self nude (tirar fotos íntimas de si mesmo) e o sexting (envio de fotos nuas por mensagens ou aplicativos de celular, como Whatsapp).

A psicóloga lembra que tudo isso traz consequências graves para as vítimas, mas também para os agressores – já que, recentemente, leis têm sido criadas para punir quem faz esse tipo de publicação. “A nova lei Carolina Dieckmann pune com multa e prisão de três meses a um ano a quem invada dispositivo informático alheio e estabelece uma pena maior caso as informações obtidas sejam comunicações eletrônicas privadas de seis meses a dois anos de prisão e multa.”

Como proteger seu filho no ambiente virtual
 
Para deixar seu filho protegido e seguro, Cynthia Wood sugere que os pais façam uma lista de regras para a utilização das redes sociais. Veja a seguir algumas dicas:

  • Insistir para que o filho se comunique nas redes sociais somente com pessoas que conheça pessoalmente.

  • Nunca se encontrar pessoalmente com alguém com quem se comunique apenas online, em jogos, etc.

  • Não dar informações como endereço, telefone, local onde estuda.

  • Tomar cuidado em não expor fotos comprometedoras ou que passem muita informação sobre a vida pessoal.

  • Explicar o que é cyberbullying e se ele achar que está sofrendo bullying online deve contar imediatamente a um dos pais e que da mesma forma ele deve tratar as pessoas com respeito na internet.

Please reload

Destaques

Quer explicar política e igualdade para seu filho? Literatura ajuda!

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga a gente
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square